24/09/2009

Voz aos leitores

Esta semana não teremos a nossa habitual "questão sem glúten", desafiando os nossos leitores a que, a partir da zona de comentários, partilhem connosco ideias, sugiram iniciativas bem como formas de as realizar, e áreas que a APCJovem deveria privilegiar, visto estarmos numa época de re-organização da nossa actuação. Deste modo seria possível adaptar-nos para ir ao encontro das necessidades dos celíacos que nos lêem e confrontá-las com as nossas ideias e capacidade de actuação. É muito importante a sua participação para cada vez sermos mais fortes como Associação e para obtermos mais benefícios e qualidadade vida. Daqui a uma semana daremos o feedback das propostas recebidas e retomaremos as nossas "questões sem glúten" semanais.

5 comentários:

Flor Gonçalves disse...

Aqui vai uma ideia:

Porque não começarmos a fazer umas acções de formação do que é a doença celiaca e como cozinhar para celiacos?
Penso que todos nós conseguimos reunir pessoas que têm e que trabalham em restaurantes,os pais dos amiguinhos dos nossos filhos,os seus professores, os nossos amigos, colegas de trabalho, etc.
Penso que assim conseguiamos divulgar mais o que é a doença celiaca.
Seria uma forma de os nossos filhos quando vão a festas de anos, almoçar ou jantar em casa de um amigo,almoçar nas escolas ou restaurantes, se sentiriam mais a vontade porque sabem que as pessoas estão devidamente informadas.
Fica a ideia.
Flor Gonçalves

Sol disse...

Flor:

A APC está a iniciar agora um ciclo de palestras. Dia 16 de Outubro estarei com a Rita Jorge (dietista APC) numa escola secundária de Mértola, numa conferência para professores, alunos e funcionários, sobre a DC.

Se conhecer algum local onde estejam receptivos a esta situação, seria óptimo!

Efectivamente a APC, também pela falta de recursos humanos, tem-se "limitado" (e já com grande esforço) a realizar palestras para as quais é convidada.

Seria importante aumentarmos o leque e, inclusivé, passarmos a ter mais colaboradores para podermos chegar a mais sítios.

Se nos puder dizer qual o Distrito onde vive e tiver disponibilidade para nos acompanhar, esteja certa de que faremos as acções de formação que aparecerem.

É uma excelente sugestão e também já muitas vezes pensada mas, a habitual carência de recursos, não nos tem permitido mais. Infelizmente.

Seria óptimo que mais pais se disponibilizassem para colaborar connosco neste tipo de inciativa!

Desde já o nosso muito obrigada pela sugestão! =)

Conte connosco.

Carmen Garcia (em nome da APC Jovem)

Flor Gonçalves disse...

Moro em Guimarães:

Se ajudar posso contactar com a directora da escola da minha filha penso que não haverá problema algum em nos dispensar as instalações.

Estou ao dispor para ajudar no que for preciso.

Flor Gonçalves

mom2lucas disse...

Olá,
Penso que se deveria apostar em 3 vectores:
Diagnosticar- promover rastreios em escolas e/ou centros comerciais de modo a "apanhar" o maior número de não-diagnosticados (que é grande, como sabemos), talvez com o apoio de um laboratório ou farmacêutica;
Divulgar- conseguir o máximo de divulgação possível nos media, sugerindo a temática da DC a jornais e programas de TV. Há empresas que fazem este trabalho, mas são caras; o que poderíamos tentar era passar a mensagem junto de amigos que trabalhem no meio (quem os tem, claro);
Agregar informação- compilar um "manual de sobrevivência" com informações dadas pelos sócios com listagens de produtos SG, restaurantes "amigos dos celíacos", dicas variadas, etc, ie, tudo o que pudesse facilitar a vida dos celíacos.
É muito trabalho, mas se todos ajudarmos fica mais fácil... eu cá estou para ajudar no que puder.

mom2lucas disse...

Olá,
Penso que se deveria apostar em 3 vectores:
Diagnosticar- promover rastreios em escolas e/ou centros comerciais de modo a "apanhar" o maior número de não-diagnosticados (que é grande, como sabemos), talvez com o apoio de um laboratório ou farmacêutica;
Divulgar- conseguir o máximo de divulgação possível nos media, sugerindo a temática da DC a jornais e programas de TV. Há empresas que fazem este trabalho, mas são caras; o que poderíamos tentar era passar a mensagem junto de amigos que trabalhem no meio (quem os tem, claro);
Agregar informação- compilar um "manual de sobrevivência" com informações dadas pelos sócios com listagens de produtos SG, restaurantes "amigos dos celíacos", dicas variadas, etc, ie, tudo o que pudesse facilitar a vida dos celíacos.
É muito trabalho, mas se todos ajudarmos fica mais fácil... eu cá estou para ajudar no que puder.