30/10/2009

Os Celíacos e a Gripe A


Devido aos pedidos de esclarecimento que temos recebido através do nosso e-mail, decidimos proceder à publicação da nossa posição acerca da eventualidade dos celíacos integrarem, ou não, os chamados “grupos de risco” e, por isso, serem considerados doentes prioritários no momento da vacinação contra o Vírus H1N1.

Reforçamos o facto de esta posição ser exclusivamente da APC Jovem, tendo sido tomada através da opinião unânime dos seus membros que exercem, ou exercerão brevemente, profissões na área da saúde (nomeadamente medicina e enfermagem).

Assim, ainda que enquanto celíacos sejamos portadores de uma doença auto-imune, não nos parece que um celíaco que cumpra rigorosamente a dieta e não tenha co-morbilidade (i.e. outras doenças) associada, se enquadrará no perfil prioritário para a vacinação.

Um celíaco que cumpre a sua dieta é uma pessoa saudável e, como sabemos, a doença celíaca não apresenta quaisquer relações conhecidas com o tracto respiratório pelo que nos deixa muito longe da debilidade de outras patologias crónicas aquando de uma potencial infecção.

Gostaríamos ainda de referir que esta é uma opinião de um grupo fundamentada nos seus conhecimentos pessoais e profissionais e que, citando uma conhecida expressão, “cada caso é um caso”, pelo que a opinião do seu médico de família ou gastrenterologista terá toda a relevância.

Procuramos apenas fugir da onda de alarmismo que se criou em volta do H1N1 que, sendo um vírus perigoso, não o é mais do que muitos outros vírus a que estamos expostos diariamente. Assim, aconselhamos calma e ponderação, mantendo em linha de conta que o cumprimento da dieta é, para os celíacos, a melhor arma de defesa contra as agressões a que estamos sujeitos e na protecção do nosso sistema imunitário.

APC JOVEM

2 comentários:

Inês disse...

Olá.
Gostava apenas de saudar a forma como abordaram este tema aparentemente "delicado", demonstrando que o necessário neste momento é calma e ponderação.
Sou farmacêutica, além de também ser celíaca, e subscrevo interiamente a vossa opinião.
Penso que se tem gerado muita confusão e alarmismo em torno deste novo vírus por causa do desconhecimento e do impacto dos media... Mas neste momento a melhor atitude a tomar é a prevensão (lavar frequentemente as mãos, etc) e a calma.

Beijinhos

Sol disse...

Inês:

Desculpa perguntar por aqui, uma vez que esta questão é pessoal mas... Eu acho que ouvi falar de ti no meu convívio fraterno. A Joana Alarcão, a Teresa Carola... Elas falaram-me de uma colega farmacêutica q tb era celíaca e que, inclusivé, tinha feito missões. És tu? =)

Mais uma vez sei que este não foi o local indicado para a questão mas... Pedindo desculpa a todos,vale tudo o que sirva para aproximar celíacos jovens =)

Beijinhos,

Carmen