08/07/2010

Iniciar a dieta sem glúten antes do diagnóstico




Graças ao trabalho da Associação Portuguesa de Celíacos, de profissionais de saúde, de sócios em iniciativas individuais, de empresas do sector alimentar e do sector da saúde, a doença celíaca começa a ser cada vez mais conhecida pela população.


Perante sintomas como dores abdominais, diarreia, fraqueza ou alterações da pele, que são comuns na doença celíaca, algumas pessoas retiram o glúten da sua alimentação como um teste, e, frequentemente, começam a sentir-se melhor.

Não é aconselhável retirar o glúten da alimentação antes de serem executados os testes necessários ao diagnóstico de doença celíaca: o doseamento dos anticorpos anti-transglutaminase ou anti-gliadina, e a endoscopia digestiva alta com biópsia para estudo do tecido intestinal. Uma mudança na dieta antes de fazer estes testes pode alterar o seu resultado. Por exemplo, se o doseamento dos anticorpos for feito dois ou três meses após o início de uma dieta sem glúten, podem já não ser encontrados esses anticorpos, o que constitui um falso negativo para doença celíaca.

Retirar o glúten da alimentação é um processo difícil que exige muita força de vontade, e será também difícil reintroduzir o glúten quando a pessoa já experimentou uma melhoria do seu estado de saúde. Essa reintrodução poderá ser necessária caso os testes necessários ao diagnóstico não tenham sido feitos, e nesse caso serão precisos alguns meses de nova exposição ao glúten para um diagnóstico mais seguro.

O glúten é uma molécula de difícil digestão, e a sua retirada alivia a sintomatologia de várias doenças intestinais, para além da doença celíaca. Por isso, o diagnóstico é imprescindível, sob pena de iniciar uma dieta que não tem efeito terapêutico e não se descobrir a verdadeira causa dos sintomas.

Se tem sintomas que lhe sugerem doença celíaca, fale com o seu médico. Fale-lhe da sua suspeita, e fale-lhe também dos exames necessários ao diagnóstico (pesquisa dos anticorpos anti-transglutaminase/anti-gliadina e endoscopia digestiva alta com biópsia). Deverá iniciar a dieta sem glúten somente depois da endoscopia feita.


1 comentário:

Fernanda disse...

Parabéns Filipe pela sua clara explicação! Obrigado
Fernanda Onofre