20/01/2010

Questões Sem Glúten – Análise



Por experiência todos sabemos que cumprir uma dieta sem glúten pode ser uma tarefa complicada. As dificuldades podem estar associadas a diversas situações. Ora esta semana quisemos saber quais as situações que tornam difícil cumprir a dieta sem glúten (“É-lhe difícil cumprir a dieta quando…”).


Uma grande parte dos leitores (11 pessoas – 42%) respondeu que lhes é difícil cumprir uma dieta isenta de glúten quando “tem de comer fora de casa.” Estas dificuldades em cumprir a dieta quando se come fora de casa podem derivar de vários factores como o não controlo de possível contaminação, o desconhecimento da problemática, má interpretação de explicações ou crenças erradas (como por exemplo, “só um bocadinho não há-de fazer mal”) de outras pessoas. Como sabemos da importância extrema em cumprir a dieta, é necessário tentar ultrapassar estas dificuldades. Podemos, por exemplo, comer em locais conhecidos e em que a problemática seja entendida (bem como as consequências de quebra da mesma), levar comida de casa, etc.


Quase o mesmo número de leitores (10 – 38%) respondeu que é quando “está numa festa” que se torna difícil cumprir a dieta. Mais uma vez, esta resposta pode decorrer do pouco controlo que se tem da contaminação cruzada. Um outro motivo pode ser a “tentação” de provar doces, pratos, etc. que contenham glúten. Nesta situação a responsabilidade do celíaco terá de ser mais forte que os olhos, o nariz ou o paladar. Nunca é demais recordar que, mesmo não havendo sintomas, a quebra da dieta tem efeitos no equilíbrio do nosso organismo e consequentemente para a nossa saúde e bem-estar.


Já três leitores (11%) responderam que “nunca é difícil cumprir a dieta”. Esta não dificuldade pode resultar de um grande trabalho de reunir e transmitir informação, sentido de responsabilidade e apoio por parte das pessoas mais próximas. Contudo, há que salientar que mesmo com muita “experiência” e cuidado no cumprimento da dieta, é necessário que se permaneça atento pois existe sempre a possibilidade de transgressão ainda que sem responsabilidade directa do celíaco. Por isso também é importante, para todos, análises regulares que monitorizem a reacção do nosso organismo à ingestão de glúten.


Uma pessoa (3%) assinalou a opção “… partilha o uso da cozinha” como a situação em que lhe é mais difícil cumprir a dieta. Novamente aqui poderá, por exemplo, estar o problema de contaminação por partilha de utensílios que tenham entrado em contacto com glúten e não tenham sido lavados. Esta situação pode ser ainda mais complicada quando se partilha a cozinha com várias pessoas com quem por vezes nem se tem um contacto facilitado, como no caso de residências de estudantes. Mais uma vez, em prol da saúde e bem-estar é necessário criar soluções para contornar as dificuldades.


Também uma pessoa (3%) respondeu que lhe é difícil cumprir a dieta quando “outras pessoas incentivam-no/a a quebrá-la”. Embora se possa compreender que esta dificuldade surja, principalmente no período da adolescência, tal como no caso das “tentações”, é necessário que a responsabilidade de cumprir a dieta prevaleça sobre os outros factores. Se mesmo depois de explicar as consequências do incumprimento da dieta as pessoas insistirem em que a quebremos, não nos podemos esquecer que a última palavra é nossa e em última instância somos nós que decidimos quais os alimentos que ingerimos.


Finalmente, não houve nenhum leitor a assinalar a alternativa “tem convidados para almoçar/ jantar”. Talvez porque a confecção da(s) refeição(ões) quando temos convidados esteja sob o nosso controlo.



Apelamos aos leitores que relatem episódios mais específicos em que seja difícil cumprir a dieta e qual a forma como contornam essas situações.



Mais uma vez, obrigado pela participação.



Cumprimentos sem espiga,



APC Jovem

21 comentários:

susana disse...

No meu caso, é-me complicado cumprir a dieta quando como fora.
No outro dia fui numa visita de estudo e acabei por almoçar no "TorreShopping" (já que não podíamos ir a outro sítio).
Os meus colegas almoçaram num dos vários restaurantes que o shopping tem mas eu limitei-me a fazer-lhes companhia já que nada podia comer (excepto saladas).
Nesse dia fiquei chateada por ser celíaca já que tive de comer uma sandes que tinha trazido de casa, já toda amarrotada, enquanto via os meus colegas a devorarem massas com um aspecto delicioso.

Eu considero que ser celíaco não é um problema, desde que tenhamos dinheiro para comprar os nossos produtos (que são mais caros que os "habituais"). Contudo, às vezes tenho uns pequenitos momentos de revolta :p
Considero-me uma sortuda por só ter esta complicação a nível da saúde.

Anónimo disse...

Também não é fácil cumprir a dieta nas festas. A maioria das pessoas não sabe que sou celíaco, então não há quase nada que possa comer. E mesmo que soubessem para quê mudar a ementa da festa por causa de uma só pessoa?
Por outro lado há aquela tentação de experimentar os doces... Eu já me deixei levar pela tentação várias vezes, em pequenas quantidades, e nunca me fez mal. Mas acho que se largasse a dieta de certeza que os vómitos voltariam a aparecer.
Concordo que é uma sorte sermos só celíacos comparando com tantos outros problemas graves de saúde

Vanessa disse...

Susana, já fiz muitas vezes o que exemplificou, levar sandes de casa e comê-las num centro comercial com os meus amigos a comer qualquer coisa do McDonald's, da Pasta Mix ou de outro restaurante qualquer. Nestes casos, o que mais me "chateia" não é não poder comer massa ou pizza mas não poder acompanhar os meus amigos quando querem ir a algum lado onde não há nada que eu possa comer. Mas num shopping, essa questão não se põe, pois podemos levar qualquer coisa de casa e comê-la acompanhada dos amigos. É, na verdade, uma opção a que recorro várias vezes, como ainda há uns dias fiz nos Pastéis de Belém!

Esses pequenos momentos de revolta são normais, mas considero-os ultrapassáveis, principalmente se tivermos amigos compreensíveis e preocupados com a nossa saúde!

- Gémeas :$ disse...

Olá :D

Sei que sou celiaca desde bebé e isso nunca me afectou até à pouco tempo que se me apetecia comer qualuqer coisa com gluten comia; já estava completamente viciada! Mas tive pessoas fantasticas ao meu lado, que me apoiaram e deram forças para acabar com esse vicio e hoje nem uma pontinha de gluten entra no meu organismo :D
E sabem que mais, em Psicologia ando a abordar a diferença, ser diferente e ser diferente é normal e isso já não me afecta, faz parte de mim e com a evolução e globalização e o apoio dos amigos, ser celiaco é normal!
Bem, vim aqui com o fim de encontrar uma resposta a duas duvidas que surgiram entre mim e uma amiga, também celiaca: com o cansaço e o trabalho surge a nobre solução de 'vai beber um café' e, nós celiacos, podemos beber qualuqer café de uma pastelaria?
A outra, que me deixou preocupada dado que sempre comi, podemos comer qualuqer tipo de atum?
Caso me conseguissem esclarecer agradecia! Obrigada,
Sara

Anónimo disse...

eu acho muito complicado cumprir a dieta, pq sempre me alimentei com produtos que continham glutem e agora descobri que sou celíaca, depois de inumeras crises, resolvi tentar me adaptar a dieta, mas ainda tenho mts dúvidas a respeito da doença espero contar c a ajuda de vcs.

Sandra disse...

Custa-me muito cumprir a dieta quando os meus colegas de trabalho vão tomar o lanche da manhã ou o lanche da tarde, e eu às vezes até gostava de fazer companhia...e claro, que às vezes vou, e limito-me a beber um yogurte. Antes tomava um galão, mas agora tenho receio porque em muitos sítios usam cevada e aqueçem o leite no mesmo sítio. Como pode haver risco de contaminação...resta-me só o yogurte ou um café.
Custa-me mais os pequenos-almoços e lanches do que propriamente as refeições principais.
Ainda sou uma celíaca recente...por vezes sinto-me um pouco revoltada. Mas penso que seja o principio, depois é uma questão de hábito, não sei.
Sinto-me um pouco descontrolada em relação à comida, como estou proibida de comer tantas coisas, vingo-me nas que posso comer e neste momento engordei uns kilinhos...mas tenho de ter força para me começar a controlar...tenho muito mais apetite.
Desde o dia que soube, nunca mais ingeri glutén. Nem consigo, porque sei que me iria fazer mal.
Força a todos os Celíacos...

Anónimo disse...

eu tenho uma duvida, acho q poderia comer alimentos c glutem em pequenas quantidades, não se vou conseguir me contralar, provavelmente comerei mesmo que passe mal.
Vcs nunca mais comeram nd com glutem?

Sol disse...

Cara anónima:

Um grande e redondo não! Nunca mais consumi (pelo menos de forma consciente) nada que tivesse (ou que eu suspeitasse que tivesse)glúten!

Acho que é mt mau pensares já que não vais conseguir resistir. Eu não sei bem como é a tua linha de pensamento mas lembra-te de uma coisa: o fim da linha para os doentes celíacos que não respeitam a dieta é o linfoma, ou seja, a neoplasia, o cancro... E uma pequenissima quantidade aqui mais uma pequenissima quantidade ali são prejudiciais na medida em que se vão acumulando e, páginas tantas, é uma grande quantidade!

Eu não me canso de dizer isto mas epá... É preferível o sacrificio (que às tantas já é hábito e deixa de ser sacrifício) de não ingerir glúten ou chegar aos quarenta anos com uma neoplasia e nem ver os filhos crescer?

Talvez a minha resposta pareça mt radical mas é assim que as coisas funcionam! Um celíaco que cumpra correctamente a dieta é saudável. Um celíaco que não a cumpra correctamente vai acumulando, acumulando... Até a co-morbilidade ser de tal ordem grande que a qualidade de vida desaparece...

Apesar de aparentemente ser uma doença inofensiva, a DC tem complicações! É preciso tê-las em conta!

Estaremos aqui para tudo o que for preciso! Conta connosco! (E dsclpa se assustei mas às vezes é preciso encarar a realidade como ela é, sem a tornar cor-de-rosa)!

Um grande beijinho! =)

Carmen G.

Sol disse...

Gémeas:

O café, desde que seja de máquina (e portanto seja puro e não de cevada) é permitido em qualquer local! =)

O atum não sei bem, eu verifico sempre os rótulos e penso que deves fazer isso embora, pela minha experiência, a maioria do atum enlatado não contenha glúten nem seus derivados na composição.

Bjs, =)

Carmen

Sara disse...

Obrigada :D

Eu, um dia destes, fui comprar produtos e falei com a nutricionista que estava la e ela disse-me que se fosse puro podia mas que nao aconselhava dado que o cafe como outros alimentos (por exemplo: cha verde, vinho, vinagre de vinho, etc) estimulam o nosso intestino (e elpulsa as fezes muito rapidamente) :S

Sara

Rute disse...

Eu acho que quando nos é diagnosticada a doença quando se é maior e após se estar durante algum tempo doente as pessoas têm mais consciência do problema que é ingerir glúten. Eu tinha 2 anos quando fui diagnosticada (não me lembro de nada..) e por volta dos 14-15 anos foi mt complicado compreender que não podia mesmo comer glúten. Eu comia às vezes, até porque os sintomas não eram assim tão maus e a vontade era muita (e também não sabia desta história do cancro). Para mim foi importante falar com o meu médico, foi ele que me alertou disso e me explicou que não posso mesmo ingerir glúten.

Rute L.

Anónimo disse...

Concordo com a Rute.

Eu desrespeitei a dieta algumas vezes e como não fiz reacção pensei mesmo que estava "curada".
Obviamente que não me fiei nisso, até porque ingeria glúten em pequenas quantidades.
O que eu não sabia era que, com isso, poderia estar a provocar um cancro!
Agradecia então que publicassem um artigo para informar os celíacos que, tal como eu, não sabem "o risco que correm" (isto se ainda não foi publicado um).

Na verdade eu nunca me questionei sobre a doença celíaca uma vez que me foi diagnosticada em pequena. Como tal bastou-me saber (durante os meus 16 anos) que "não posso comer alimentos com glúten porque sou alérgica".
Os meus pais também não me informaram profundamente sobre a minha doença porque: ou não me queriam assustar (uma vez que o cancro é uma consequência dramática), porque desde pequena que cumpro a dieta (e por isso não lhes passa pela cabeça que eu a desrespeito por vezes) ou mesmo porque não foram bem informados (até eu só descobri o Sem Espiga há pouco tempo e fiquei espantada com a quantidade de informação que aqui é transmitida e que eu desconhecia).

ASS: a anónima que é anónima pois não quer que os seus pais descubram que não tem cumprido a dieta

Sol disse...

Anónima que é anónima pq não quer que os pais descubram que não tem cumprido a dieta:

O cancro é uma consequência a longo prazo, na maior parte das vezes na forma de linfoma ou neoplasia do órgãos do aparelho gastrointestinal. A probabilidade que ocorra num celíaco que não cumpre a dieta é muitas vezes mais elevada do que numa pessoa saudável (ou num celíaco que cumpra a dieta).

Para a semana que vem vou ter uma folga e prometo debruçar-me sobre este tema e assim, em breve, se os restantes membros da APC Jovem concordarem, colocarei no blogue uma entrada sobre este tema.

De qq forma a função nunca será alarmar ngm, nem sequer fomentar qq tipo de pensamento ansioso; a ideia é tão só e apenas que todos saibamos as consequências que poderão advir do incumprimento da dieta!

Acaba por ser uma questão de probabilidades e, realmente nesse campo, quem não cumpre a dieta sai bastante a perder =X

Beijinhos,

Carmen G.

Anónimo disse...

eu que perguntei no início sobre as consequências, e nunca imaginei q seriam tantas, como descobri recentemente a doença ainda não conversei com o médico, mas é mt bom ter como trocar informações,tbm gostaria que fosse publicado algo sobre esse assunto.Sim também gostaria de saber como é q vcs fazem pra se alimentar, comprei algumas coisas, mas o gosto é ruim(principalmente o pão q me faz mt falta).

Sol disse...

Cara(o) anónima(o):

O post sobre a DC e o cancro já foi escrito e será publicado brevemente no Sem Espiga! É questão de ir permanecendo atenta(o)! =)

Beijinhos,

Carmen

Rainily disse...

que bom vou ficar esperando!

Anónimo disse...

ola pessoal, vcs ja prestaram atençao que nas garrafas de Vodka existe a informação de que não contem glutem e a pouco tempo eu assisti a uma entrevista e a nutricionista e ela disse que continha sim, isso não é errado passae essa informação sabendo que podemos nos prejudicas?

Sol disse...

Anónimo:

Eu não tinha conhecimento de que a vodka pudesse conter glúten, pelo contrário! De qq forma penso que dependerá das marcas e, se no rótulo vem mesmo escrito que não contém, pela experiência que temos em termos de creditação da rotulagem, pode confiar-se.

De qq forma a dietista que disse isso estava a referir-se a alguma marca específica ou estava mesmo a generalizar? É que, por norma, depende de marca para marca... É um bocado como a história do molho de tomate... Apesar de muitos terem glúten tb há muitos que não têm e que, inclusive, descrevem nos rótulos serem isentos de glúten e, nesses, podemos confiar!

Penso que as generalizações são perigosas! Eu, por mim, vou confiando nas rotulagens! =)

Beijinhos =)

Carmen

Anónimo disse...

ela n se referiu a nenhuma marca especifica n ela generalizou,
pq ela disse nas vodks tinma malte q continham glutem e eu me lembro q tbm vi na associação dos celíacos nos alimentos proibidos não entendo, fiquei c medo de consumir!

Sol disse...

Anónimo:

A bebida que eu conheço e que a APC indica nas listagens que pode conter malte é o whisky! Em relação à vodka não sei mesmo. Como já referi no comentário anterior eu confio nas rotulagens pois as marcas são obrigadas a testes frequentes para poder colocar no rótulo de um produto que este é isento de glúten. De qq das formas as bebidas alcoolicas não me causam transtorno pq opto pela solução mais pacífica não só para a DC como para o fígado... Não bebo! =)

Ainda assim, lá por marca A, B, C e D terem glúten; a marca E, que ainda por cima vem rotulada como isenta, não tem necessariamente que ter tb!

Mais uma vez friso a confiança na rotulagem mas, de qq forma, temos sempre a nossa regra de ouro: "em caso de dúvida eu não consumo"!

Bjs =)

Carmen

Bruna disse...

Ola a todas!

eu sou celiaca tambem desde um ano de idade, e tenho uma duvida: os celiacos podem beber bebidas com gas, ice tea's ?

o meu mail é brunadaniela@hotmail.com

Um beijo a todos os celiacos*